domingo, junho 14, 2009

Atenção necessária.


Desta vez trago ao leitor um elemento que do original já pouco resta, mas que é pleno de simbologia, tendo hoje sido votado a "mera" peça de mobiliário urbano. Trata-se do pelourinho de Silves que durante centenas de anos representou o poder do município e ao mesmo tempo uma marca do domínio régio sobre o termo da cidade.
Como atrás disse do original pouco resta a não ser a coroa que o encima, e mesmo esta viu mutilada a cruz que rematava o topo, sendo deste modo o resto uma "recriação" contemporânea de um elemento urbano, que apesar de disperso em peças separadas desde 1878, foi estranhamente classificado como Imóvel de Interesse Público pelo decreto nº 23/112 do Diário do Governo 231 de 11 de Outubro de 1933.
Mas o que me leva a escrever estas linhas é a atenção que o fragmento original necessita, pois estão a desenvolver-se fungos e sujidade típica do calcário quando exposto às intempéries e ao passar dos séculos.
Uma limpeza, ainda que não retire na totalidade a pátina do tempo, impõe-se , assim como uma sinalética de apresentação deste elemento aos turistas e à comunidade. São gestos simples que marcam diferença e demonstram um respeito global pelo nosso património nas suas mais variadas formas.

quinta-feira, junho 04, 2009

Conversas com o Património- 6 de Junho na Igreja da Misericórdia


Passo a transcrever o mail que me foi simpaticamente enviado por Miguel Cabrita da Divisão de Cultura, Turismo e Património da C.M. Silves , a quem desde já agradeço a informação.

O Município de Silves vem por este meio convidar a assistir “ Conversas com o Património” que conta com a presença do Professor Doutor Francisco Lameira, no dia 6 de Junho, Sábado, na Igreja da Misericórdia de Silves pelas 17:00 Horas.


Trata-se de uma excelente oportunidade para a População em geral conhecer um pouco mais do nosso rico Património Cultural. Apareçam.